Pesquisar este blog

sábado, 25 de dezembro de 2010

O primeiro Natal

Esse foi o primeiro Natal da minha pequena. Foi tudo perfeito, maravilhoso. Passamos a noite de ontem e o dia de hoje na casa do titio, titia e priminha da Isis. Ontem a noite a pequena não entendeu muito bem esse negócio de "hoje é dia de festa" e chorou um bocadinho quando deu a hora dela dormir (na verdade já havia passado da hora). Ela "esperou" a vovó chegar e, por volta das dez e meia, quando eu tentava organizar o banho rotineiro de antes do soninho, eis que ela adormece nos braços da vovó, que ela conhece desde o dia que nasceu. Deve se sentir bem segura neles, pois depois dos meus é onde ela adormece melhor.

Dormiu rapidamente, trocar a fraldinha pra dormir foi trabalho de malabarista - já que ela estava dormindo e não queríamos acordá-la. Roupa e fralda colocados, ela dormiu bem por muitos minutos. Fiquei do lado, ali, tentando dormir também enquanto a protegia do desconhecido (não quis deixar ela dormindo e sair do quarto, afinal ela não conhecia o ambiente). Mas nem seria necessário, ela é bastante calorenta e no ar condicionado da prima dormiu um sono solto.

A meia noite ela deu uma resmungadinha - não sei se pelos fogos que estouraram ou se sentiu a baixa umidade provocada pelo condicionador de ar (com o qual ela não está habituada). Para qualquer incomodo, porém, o remédio que ofereço é o mesmo: peito. Imediatamente após hidratar-se e relaxar com a mamada, voltou a dormir. A despeito da TV da prima que estava ligada (em casa ela costumava acordar com qualquer barulho depois que dormia, mas recentemente nem testamos mais, pra não incomodá-la, mas pelo visto ela nem daria bola; mas quem sente falta de TV, hein?); a despeito da ausência do barulhão do ventilador (confesso que eu é quem sinto falta, hehehe), a despeito do barulho fora do quarto; a despeito do entra e sai da priminha no quarto (e, depois que a prima foi dormir o entra e sai foi dos adultos pra ver se estava tudo em ordem com as duas) ela dormiu divinamente bem. Me surpreendeu mesmo!

Na hora que fui dormir, deitei com ela. Foi tudo de bom ficar coladinha com a filhota. Confesso que demorei muito pra dormir, contemplando-a. Sentindo o cheirinho que ela tem e observando as caras e bocas lindas que faz quando está dormindo. E vendo como ela está crescendo. E observando também como estamos crescendo e aprendendo com ela.

No dia de hoje ela teve outros primeiros. Um muito-muito legal, que foi um banho de piscina. Eu adoro piscina e tinha certeza que ela também adoraria. E ela adorou. Tenho certeza que a lembrança que ela teve ao sentir a água foi a de quando ela era um girino na minha barriga. O sorriso dela foi digno de porta retrato na hora que sentiu a água morna envolvendo seu corpo. Muito gostoso! O outro primeiro foi a papinha industrializada. Eu cuspi pra cima, o cuspe caiu na minha testa. Sempre disse que adiaria ao máximo o uso e blá, blá. Eis que hoje, não estando em casa, acabei oferecendo papinha industrializada de peru, legumes e arroz (cardápio natalino, mas foi coincidência). Não vai ser frequente, mas foi o que deu pra oferecer hoje, mesmo a contragosto. Por falar em gosto, ela gostou, comeu mais da metade! É pra achar isso bom ou ruim?

No finalzinho da tarde, voltamos para casa felizes, nós três, eu, marido e filhota. Volta a rotina, bebê cansadona, mamou e capotou em 15 minutinhos. Agora ela dorme o gostoso soninho dos inocentes e justos. O sono do finzinho do seu primeiro Natal.

2 comentários:

Liliane disse...

Viu Anninha! Vc sempre tem medo do novo, dos "primeiros" da Isis, mas sua pequena te surpreende mais e mais. Ela é uma mocinha!rs
Gostar de papinha industrializada eu acho bom, pq pode te salvar em momentos, como ontem, que vc não tem opção.
Bjão

Anninha disse...

Menina, eu sou a criatura mais medrosa e insegura que conheço no mundo, percebeu? ahsuaahshasuh

Mas a minha pequena sempre me surpreende positivamente. Juro que vou tentar relaxar, juro, juro, juro!

Sobre as famigeradas industrializadas, se observar sob esse ângulo, vc tem razão mesmo. Mas vou te dizer, ela não acha nada ruim, experimenta tudo que ofereci até agora, faz caretinha e depois come, rsrsrs. Uma mocinha mesmo!

Beijocas!