Pesquisar este blog

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Angústia da separação

Minha filhota está prestes a completar 8 meses e é bastante comum observar-se um fenômeno chamado angústia da separação em bebês nessa faixa etária. É uma prova de inteligência dos pequenos, que aprendem que a mamãe pode sumir a qualquer momento, entendem que não, ela não é parte dele.

Mas não é sobre essa angústia da separação que quero falar, não. É da minha angústia em ter que me separar dela, ainda que por poucas horas por dia. É que finalmente, após 180 dias de licença maternidade + férias e uns diazinhos a mais, eis que chegou a hora de voltar ao trabalho. Pra mim não se trata de opção, é necessidade. Eu ficaria mais alguns meses com ela até que, ao menos, completasse seu primeiro aninho. Mas não tem jeito, preciso voltar e o dia é amanhã.

Eu tentei não pensar, tentei levar na boa e me sentir bem. Mas acontece que desde que sou muito pequena, quando a noite do domingo ia chegando, especialmente no final das férias, uma ansiedade (é, ela me persegue desde que me lembro que sou gente) que vai crescendo.

Eu tive medo desse dia desde que me descobri grávida e ele chegou. Não tem jeito,o tempo é implacável e ele chegou. Não mais terei manhãs de brincadeira na cama, quando a pequena acorda de super bom humor (tá, tá, tem os finais de semana). Aquelas tardes brincando no "play" que se tornou minha sala também ficrão restritas aos finais de semana. Eu vou sentir saudades. E espero que esse nó na garganta e essas lágrimas que marejam meus olhos sejam passageiros... e viva os feriados e finais de semana... e as férias!

Dito assim parece que não gosto do meu trabalho. Mas não é isso. Ele é difícil, é desgastante, mas foi o que escolhi pra minha vida profissional. Mas eu queria um pouco mais, só um pouquinho mais de tempo pra curtir todos os momentos especiais da minha bebezinha... não perder nenhum de seus "primeiros"... tenho a sorte espetacular de trabalhar bem em frente a minha casa, mas ainda assim vou sentir muitas saudades desses dias de quase simbiose.

3 comentários:

Felicidade disse...

Poxaa deve dar uma aperto no peito, ter que largar a bebezinha, sei que vai morrer de saudade, e vai contar as horas pra voltar... rsrs
Espero que der tudo certo!
Beijinhoos

Anninha disse...

Obrigada pela torcida!!!

Juliana Beaup disse...

Anninha, voces vao se adaptar mais rapido do que voce imagina, ficar juntas é muito bacana mas da pra dividir esse tempinho, vai ser bom pra ti voltar à ativa....quem sabe isso ano ajude de vez na rotina de sono da Isis?

Boa sorte nessa nova empreitada.....bjao!